Vigilantes da UFF param por salários em Volta Redonda

Greve vigilantes UFF

Os vigilantes patrimoniais que trabalham para a empresa Centauro, prestando serviços à Universidade Federal Fluminense (UFF) em Volta Redonda, iniciaram na terça-feira (21), uma paralisação em protesto contra o atraso no pagamento de salários. Segundo a presidente do Sindicato dos Vigilantes do Sul Fluminense, Valéria Gonçalves, a Centauro alega que a UFF não pagou à empresa, por não ter recebido os repasses de verba do governo federal.

 

- Fizemos uma assembleia no dia 17 de outubro e avisamos a empresa que, caso o pagamento não fosse feito até ontem (segunda-feira), os vigilantes fariam uma paralisação. Como não houve solução, estamos parando os trabalhos - disse Valéria.

A presidente do Sindicato dos Vigilantes disse ainda que a UFF tomou conhecimento da decisão de fazer a paralisação anteontem e providenciou o pagamento da empresa de vigilância. Ela disse que a empresa informou aos profissionais que faria o pagamento no fim da tarde de ontem, ou, no máximo, hoje. Até o fechamento desta edição, Valéria não havia confirmado que os vigilantes receberam.

A informação de que o pagamento estaria prestes a ser feito também chegou a um dos vigilantes, que preferiu não se identificar. Ele disse que os atrasos de pagamento têm sido uma constante nos últimos meses, com a empresa sempre pagando após o quinto dia útil que é o prazo legal para os pagamentos de salários referentes ao mês anterior.

Uma fonte ligada à UFF admitiu que houve atraso nos pagamentos à Centauro, mas lembrou que isso não é incomum no relacionamento com as empresas prestadoras de serviço. A fonte afirmou que uma das exigências das licitações que escolhem os prestadores de serviço é que as empresas comprovem possuir capital de giro para fazer frente a eventuais atrasos de pagamento sem que haja necessidade de atrasar os salários dos empregados, já que problemas pontuais no repasse de verbas são comuns.

Há informações de que outra prestadora de serviços à UFF também estaria atrasando os salários de seus empregados, mas isso não foi confirmado pela universidade.

A Centauro foi procurada pela reportagem, que deixou números de telefone para contato, mas, até o publicação desta reportagem, a empresa não havia se manifestado.

Matéria publicada no Jornal Diário do vale

Contato

VOLTA REDONDA - RJ: Av. Sete de Setembro, 632 - Aterrado

Telefone: (24) 3346-8819

 

RESENDE - RJ: Av. Albino de Almeida, 142 - sala 205 - Campos Elíseos (em cima da loja Mundo Verde)

 

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.