Sindicato patronal ganha tempo na negociação para não cumprir a lei

trt1a

Na última quinta-feira (28) houve uma reunião de conciliação no Tribunal Regional do Trabalhador (TRT), onde o Sindicato do Sul Fluminense e outros Sindicatos foram chamados para esclarecer a greve. Os patrões alegam estarmos de greve desde 1º de fevereiro. Mas não é verdade. O que houve foram manifestações e não greve. Com isso eles ganham tempo para não cumprir a lei.

O desembargador viu como litigância de má fé o ajuizamento do dissídio de greve pelo sindicato patronal, com isso deu um prazo de 48 horas para os Sindicatos dos Vigilantes obterem provas e apresentar ao TRT. Agora o Sindicato aguarda o resultado da ação contra a liminar que instaurou o dissídio de greve pelo Sindicato Patronal.

E continuamos na luta, trabalhando para juntos conquistarmos o que nos foi tirado. Se tivermos que ir para greve, iremos. Tudo nos meios legais, mandado pela justiça. Insistimos no que estamos fazendo há dois anos, em não deixar o vigilante desamparado pela lei. Pois o que os patrões estão fazendo é usando de má fé para postergar ao máximo o descumprimento da lei.

Foto: SindVig

 

Contato

VOLTA REDONDA - RJ: Av. Sete de Setembro, 632 - Aterrado

Telefone: (24) 3346-8819

 

RESENDE - RJ: Av. Albino de Almeida, 142 - sala 205 - Campos Elíseos (em cima da loja Mundo Verde)

 

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.