Triplicam os assaltos a bancos no Rio e a situação dos vigilantes preocupa

Os sindicatos de vigilantes do estado do Rio de Janeiro contabilizam o aumento de assaltos em bancos, em todas as cidades do Rio. Os bancos, com suas políticas de redução de custos, vem deixando os clientes nas mãos dos bandidos. Nas agências do Sul Fluminense, os vigilantes enfrentam jornadas longas de trabalho, geralmente das 8 horas da manhã até as 19 horas.

Leia mais...

Souza Lima regulariza o ticket alimentação dos vigilantes do Spani

A Empresa Souza Lima entrou em contato com a presidente do nosso Sindicato, Valeria Gonçalves Martins, para comunicar que todos os vigilantes do Spani Atacadista já estão recebendo o ticket alimentação.
Agradecemos aos vigilantes que depositaram a sua confiança no Sindicato.

Processo contra a empresa Verzani avança no Ministério Público

A presidente do Sindicato dos Vigilantes, Valeria Gonçalves Martins, juntamente com o diretor Bruno César da Cruz Leonidio, esteve ontem no Mistério Público do Trabalho para saber sobre o andamento do processo contra  a empresa Verzani, prestadora de serviço na Peugeot. O MPT comunicou que a denúncia foi despachada no dia 2 de fevereiro e que está aguardando o resultado da fiscalização.

Aviso aos vigilantes das empresas Transegur, Intactta e Angel’s

O Sindicato dos Vigilantes comunica aos vigilantes das empresas de segurança Transegur, Intactta e Angel’s que já estão sendo tomadas as devidas providências sobre os assuntos pendentes. A presidente do Sindicato, Valeria Gonçalves Martins, informa que se as empresas não  resolverem os assuntos no prazo que foi estipulado, serão acionados os órgãos competentes e, até mesmo, entraremos com processos jurídicos por descumprimento da CCT.

Clima esquenta nas negociações salariais dos vigilantes no Rio

Sindicatos de vigilantes se reúnem na sede do Sindesp-RJ (Sindicato Patronal) para discutir direitos da categoria. Na busca por um acordo, nem sempre há concordância em tudo, mas o importante é nós unirmos para fortalecer a classe.

Sindicato denuncia irregularidades com a empresa Claufran

O Sindicato dos Vigilantes, depois de constatar várias irregularidades nos postos de trabalho da empresa de segurança Claufran, que presta serviço para os Detrans e Ciretrans da região, agradece a Polícia Federal que, mesmo com condições difíceis de trabalho, esteve no local para apurar as denúncias.

Vigilante, faça valer os seus direitos! Denuncie qualquer situação irregular em seu trabalho. Não precisa se identificar. O Sindicato está pronto para ajudá-lo. É só ligar para nós! Telefone: (24) 3346-8819.

Contato

VOLTA REDONDA - RJ: Av. Sete de Setembro, 632 - Aterrado

Telefone: (24) 3346-8819

 

RESENDE - RJ: Av. Albino de Almeida, 142 - sala 205 - Campos Elíseos (em cima da loja Mundo Verde)

 

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.